Postado em: 11/05/2021

Vacinação contra Covid-19 é suspensa em grávidas e puérperas por recomendação da Anvisa em Araxá

A cidade estipulava vacinar grávidas e puérperas com comorbidades nesta quarta-feira (12), no entanto, esse público agora deve aguardar o envio da CoronaVac, que atualmente se encontra em dificuldade de fornecimento.

Foto Ascom/Divulgação

A Secretaria Municipal de Saúde suspendeu a vacinação contra a Covid-19 para grávidas e puérperas, seguindo recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) emitida na noite da última segunda-feira (10).

O Governo Federal e Estadual destinou somente doses da vacina AstraZeneca para a primeira imunização desse grupo. A última remessa encaminhada para o município contempla 3.070 doses da AstraZeneca (1ª dose) e apenas 140 da CoronaVac para aplicação de 2ª dose.

O calendário de vacinação de Araxá estipulava vacinar grávidas e puérperas com comorbidades nesta quarta-feira (12), no entanto, esse público agora deve aguardar o envio da CoronaVac, que atualmente se encontra em dificuldade de fornecimento. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, o público estimado de grávidas e puérperas com comorbidades é cerca de 500 pessoas.


Recomendação da Anvisa

De acordo com a Anvisa, a orientação é que "seja seguida pelo Programa Nacional de Imunização (PNI) a indicação da bula da vacina AstraZeneca e que a orientação é resultado do monitoramento de eventos adversos feito de forma constante sobre as vacinas Covid em uso no país".

A agência reguladora relata ainda que “o uso de vacinas em situações não previstas na bula só deve ser feito mediante avaliação individual por um profissional de saúde que considere os riscos e benefícios para a paciente".

O Ministério da Saúde até o momento não se manifestou oficialmente sobre a recomendação da Anvisa.

Mais lidas